Federação Nacional Apicultores de Portugal

Av. do Colégio Militar, Lote 1786 - 1549-012 LISBOA
Tel: 217 100 084
FAX: 217 100 084 ou 217 122 122/3
GSM: +0351 919 678 771


A Federação Nacional dos Apicultores de Portugal (FNAP) foi fundada a 10 de Julho de 1996, nascendo da vontade de algumas organizações de apicultores, nomeadamente a Sociedade dos Apicultores de Portugal – SAP, a Associação de Apicultores da Região de Leiria, a Associação dos Apicultores do Norte de Portugal, a Associação de Apicultores do Centro de Portugal e a Associação dos Apicultores do Parque Natural de Montesinho.

Hoje a FNAP afirma-se como organização sócio-profissional tndo filiadas mais de três dezenas de organizações de apicultores de todo o país, entre cooperativas e associações. Com todas as suas filiadas mantém contactos permanentes sob a forma de reuniões, auscultando os problemas e as necessidades da apicultura nacional e encaminhando os mesmos para análises técnicas, estudos especializados ou estratégias a adoptar. Defender os interesses da apicultura portuguesa no País e no estrangeiro, salvaguardando sempre a componente económica da actividade são os objectivos da Federação Nacional dos Apicultores de Portugal, na defesa de uma vida digna e de qualidade para todos os apicultores que desejam continuar a sua actividade.

Desde a sua fundação, que como filiada na CAP, assumiu a representação dos apicultores portugueses e dos seus interesses, através da participação no Grupo Permanente “Apicultura” da Comissão e do Grupo de Trabalho “Mel” do COPA-COGECA.

A sede da FNAP situa-se em Lisboa, mas as suas filiadas regionais garantem a descentralização e a circulação da informação até aos apicultores de todo o país, tanto no Continente como nos arquipélagos da Madeira e dos Açores. A estrutura interna da FNAP resulta das decisões da Assembleia Geral, que elege uma Direcção, constituída por 5 membros, assim como um Conselho Fiscal e a Mesa da Assembleia Geral, ambos com 3 membros.

Presentemente, colabora com todas as entidades, nacionais e comunitárias, com responsabilidades na apicultura, contribuindo desta forma para fazer ouvir a voz dos apicultores nacionais, junto dos locais de decisão.